Cinesioterapia

A cinesioterapia é a ciência que abrange o tratamento dos sistemas neuromusculoesquelético e circulatório por meio do movimento ou do exercício. 

Na recuperação de traumas ortopédicos e esportivos, a cinesioterapia é essencial, devido à necessidade de readquirir perfeitamente os movimentos do cotidiano e também o gesto esportivo e retornar o mais breve possível às atividades. 

A cinesioterapia é um método terapêutico, portanto, uma avaliação minuciosa do paciente se faz necessária para a correta prescrição dos exercícios de acordo com os objetivos estabelecidos. 

Dentre os objetivos desta modalidade, pode-se citar a prevenção e tratamento das disfunções ortopédicas: o desenvolvimento, a restauração e a manutenção da resistência ou força muscular, além da melhora da mobilidade articular, flexibilidade muscular e coordenação. 

Na cinesioterapia existem várias maneiras para mobilizar os segmentos do corpo humano e os exercícios podem ser divididos em: 

1 – Exercícios passivos
2 – Exercícios ativos. 


1 – Exercícios passivos

Os exercícios passivos são aqueles que o fisioterapeuta realiza as movimentações no corpo do paciente enquanto este não ajuda ativamente na terapia. 

Estes exercícios são utilizados apenas quando o paciente não está apto a mobilizar ativamente um segmento como, por exemplo, os pacientes submetidos a cirurgias e encontram-se com sinais inflamatórios locais, hipotrofias musculares e restrições na amplitude de movimento.  Os objetivos são: 

-    prevenir contraturas musculares
-    prevenir aderências capsulares
-    manter a integridade articular
-    manter a integridade de tecidos moles
-    manter a elasticidade muscular 
-    estimular o sistema circulatório (auxiliando o processo cicatricial) 
-    manter a nutrição da cartilagem 
-    manter os padrões cinestésicos do movimento (senso de movimento).

Alguns exemplos de exercícios passivos: alongamentos e manobras de terapia manual. 

 

2 - Exercícios ativos

Os exercícios ativos são realizados voluntariamente pelo paciente, dentro da amplitude de movimento livre, com a contração do grupo ou grupos musculares em questão devendo, portanto, esta musculatura estar apta para a contração ativa. Os objetivos gerais são: 

- Manter a amplitude de movimento
- Manter e desenvolver a flexibilidade muscular
- Estimular a reformulação óssea
- Desenvolver coordenação motora
- Aumentar a força, massa, potência e resistência muscular
- Otimizar o funcionamento dos sistemas cardiovascular e respiratório. 

A clinica Mobilità dispõe de uma série de equipamentos que permitem ao paciente usufruir de uma cinesioterapia adequada e satisfatória. Dentre os equipamentos podemos citar: 

a) Aparelhos de mecanoterapia: le press, cadeira flexora e extensora e cross-over
b) Aparelhos para exercícios aeróbios: bicicleta ergométrica, elíptico e esteira
c) Sistemas de elásticos
d) Trampolim
e) TRX
f) Slide board
g) Bosu
h) Dynadisc
i) Bolas terapêuticas 
j) Caneleiras e stride 
k) Cones, hastes, medicine ball

Fonte: Moisés Cohen & Rene Jorge Abdalla. Lesões nos esportes: Diagnóstico, prevenção e Tratamento. Editora Revinter